Mendigos de Deus

1 – Marque a única alternativa em que a palavra o não é artigo definido.

  • A) “... um conforto para todos os males...”
  • B) “Os homens, então, tinham na palavra de Deus...”
  • C) “...é difícil evitar o horror daqueles rostos...”
  • D) “Inaudito pesadelo que o acordou esta noite.”
Muito bem! Neste caso a palavra o é um pronome pessoal oblíquo átono.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Incorreto. Este é um artigo que precede o substantivo homens.
Nada disso! Este é um artigo que precede o substantivo horror.
Este é um artigo que precede o substantivo males. Verifique as outras respostas.

2 – “E agora é você quem caminha de um lado para outro, ...”

a palavra destacada trata-se de:

  • A) Pronome indefinido.
  • B) Pronome relativo.
  • C) Pronome interrogativo.
  • D) Pronome demonstrativo.
Parabéns, aqui a palavra quem está introduzindo uma oração adjetiva.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Sinto muito, nesse caso a palavra quem não está indefinindo um ser.
Nada disso! Nesse caso a palavra quem não introduz uma pergunta.
Incorreto. Nesse caso a palavra quem não está apontando um ser.

3 - “Meu filho, brada a mulher, cada vez mais descontrolada, meu filhinho”.

Os dois termos destacados são respectivamente:

  • A) Vocativo.
  • B) Objeto direto.
  • C) Sujeito.
  • D) Adjunto adnominal.
Parabéns, esta é a opção correta, pois a palavra em destaque exprime um chamado,
uma invocação.

Parabéns, você concluiu o exercício.

A palavra em destaque não constitui o tema da informação, por isso está incorreto.
Nesse caso a palavra destacada não se refere nem qualifica um substantivo.
Nada disso! A palavra destacada não serve de complemento ao verbo.

4 - Por que os favelados estão sendo expulsos do lixão?

  • A) Será construído no terreno um condomínio.
  • B) A prefeitura pretende construir uma escola no local.
  • C) As terras tornaram-se palco de uma disputa territorial entre herdeiros e construtores.
  • D) Os novos donos da terra querem criar um complexo comercial ali.
Você acertou! É possível observar estes fatos no capítulo VII, enquanto padre João descreve
a situação que lhe foi relatada por padre Lourenço.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Esta alternativa não condiz com os acontecimentos narrados na obra.
Errado. Não é possível fazer essa afirmação com base nos acontecimentos narrados.
Você errou, releia as alternativas e tente outra vez.

5 – “Os favelados benzem-se e rezam”. A partícula se indica que o verbo está:

  • A) Na voz ativa.
  • B) Na voz reflexiva.
  • C) No gerúndio.
  • D) No particípio.
Você acertou! No caso, a ação do verbo recai sobre o sujeito que pratica a ação.
"Se" substitui favelados.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Não, nesse caso o se indica que o sujeito é agente, é quem pratica a ação.
A terminação do é que indica o particípio, por isso não é esta a opção correta.
Sinto muito, o que indica o gerúndio é a terminação ndo, não há necessidade do uso de se.

6 – “Você ajuda ao padre amigo a dar a extrema-unção à pequena criatura”.

Marque a sequência que indica corretamente a classe gramatical

das palavras destacadas.

  • A) Artigo – artigo – artigo.
  • B) Preposição – preposição – preposição.
  • C) Preposição – artigo – combinação de a + a.
  • D) Artigo – preposição – combinação de a + a.
Muito bem! Você acertou a resposta.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Sinto muito, esta não é a combinação correta.
Nada disso, esta não é a combinação correta.
Esta não é a combinação correta.

7 – “Perdoem-me, mas eu não posso”. Considerando a colocação do pronome

junto ao verbo, podemos classificar o pronome destacado como:

  • A) Proclítico.
  • B) Analítico.
  • C) Mesoclítico.
  • D) Enclítico.
Você acertou! Nesse caso, o pronome aparece após o verbo.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Incorreto! Nesse caso o pronome viria antes do verbo.
Não, porque não é uma classificação para pronomes.
Sinto muito, no caso o pronome deveria vir intercalado ao verbo.

8 - Por que padre Lourenço insistia em ajudar os favelados?

  • A) O padre pretendia tirar os favelados do lixão para que as terras voltassem aos seus donos de direito.
  • B) O padre se compadecia da situação daquele povo, tentava ajudá-los a preservar o pouco que tinham
    e superar os problemas que essa vida os impunha.
  • C) A Igreja havia designado o padre para que cuidasse dos favelados.
  • D) Padre Lourenço via naquela situação a chance de redimir os erros que havia cometido na Itália,
    quando falhou em ajudar os que necessitavam de seu apoio.
Você acertou! É possível observar este fato nas passagens que mostram a relação
de padre Lourenço com os favelados.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Esta alternativa não condiz com os acontecimentos narrados na obra.
Sinto muito, não é possível fazer essa afirmação com base nos acontecimentos narrados.
Verifique as outras alternativas, essa não é a situação de padre Lourenço.

9 – “Na manhã que se abre, você observa um pano úmido desenhar carícias

num maltratado rosto”. A expressão destacada constitui uma figura

de linguagem que se denomina:

  • A) Eufemismo.
  • B) Catacrese.
  • C) Hipérbole.
  • D) Prosopopeia.
Correto! Neste caso a expressão destacada atribui uma atitude que é própria de seres vivos.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Desculpe, mas esta expressão não serve para suavizar, amenizar a realidade.
Incorreto! Essa expressão não indica exageros.
Sinto muito, mas, no exemplo o termo não está sendo empregado pela falta de um outro.

10 – “Choros, lamentos, dentes caindo, trapos sujos de lama, agonia, agonia,

agonia!”. A repetição da palavra agonia nos sugere uma situação:

  • A) Passageira.
  • B) Temporária.
  • C) Contínua.
  • D) Irritante.
Correto, neste caso a situação dos favelados não se altera com o passar do tempo.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Está errado porque os favelados não tiveram a solução dos problemas.
Incorreto, porque o trecho indica que os favelados terão sempre que enfrentar
os mesmos problemas.
Nada disso! O trecho não demonstra irritação das pessoas, mas a repetição dos fatos.

11 - Segundo padre Lourenço, o que busca o velho padre Emanuel

ao cuidar de seus mendigos?

  • A) Essa é a forma que o padre encontrou de não se sentir inútil no pouco tempo que lhe resta.
  • B) O velho padre trata e limpa os mendigos como que para lhes devolver a dignidade, aliviar-lhes o sofrimento, mesmo que por um instante.
  • C) Padre Emanuel acredita que pode curar os mendigos através de milagres.
  • D) O padre trata dos mendigos apenas para ocupar o seu tempo ocioso.
Você acertou! Podemos observar estes fatos no capítulo VIII, enquanto os padres Lourenço
e João conversam no caminho de casa.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Esta alternativa não condiz com os acontecimentos narrados na obra.
Sinto muito, não é possível fazer esta afirmação com base nos acontecimentos narrados.
Verifique as outras alternativas. Esta não é a intenção do padre.

12 – A obra Mendigos de Deus aborda uma questão:

  • A) Poética.
  • B) Social.
  • C) Religiosa.
  • D) Racial.
Correto! Ela relata as condições desfavoráveis dos favelados.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Errado. A obra não sugere uma construção poética.
A obra não relata o envolvimento da Igreja nos fatos, mas o envolvimento individual
de padre Lourenço.
A narrativa não trata de discriminação pela cor da pele dos personagens.

13 – “Salve ele pelamor de Deus”. O Vocábulo destacado indica um nível

de linguagem:

  • A) Coloquial.
  • B) Culto.
  • C) Literário.
  • D) Técnico.
Correto, ele traz uma expressão popular da forma culta pelo amor de Deus.

Parabéns, você concluiu o exercício.

Nada disso, pois não simboliza uma referência à literatura.
Errado, pois a expressão não é usada como forma específica de uma área de estudo.
Incorreto, a expressão não está dentro das normas da gramática.

14 - O que aconteceu a padre Lourenço após encorajar os favelados a resistirem

às maquinas e trabalhadores que vinham para expulsá-los do lixão?

  • A) A polícia interviu e levou preso o padre e os favelados que se negaram a sair do lixão.
  • B) Padre João comunicou a situação à Igreja, que ordenou a transferência imediata do padre italiano.
  • C) Após o episódio sofreu um atentado, onde levou dois tiros.
  • D) Como não conseguiu impedir a retomada das terras e expulsão dos moradores,
    o padre foi considerado culpado pelos favelados.
Você acertou! No capítulo VI este fato é narrado a padre João por Porfírio, um dos favelados.

Parabéns! Você concluiu o exercício.

Esta alternativa não condiz com os acontecimentos narrados na obra.
Verifique as outras alternativas. Isso não é o que acontece ao padre.
Sinto muito, não é possível fazer esta afirmação com base nos acontecimentos narrados.